Facebook Messenger, chatbots e a oportunidade de personalização

A personalização do marketing não é pessoal e nunca foi. Envolve a segmentação de públicos através de dados demográficos, comportamentais e de afinidade e, assim, enviar mensagens relevantes para cada um desses segmentos menores. Não é uma ação de um-para-um, reativa ou simultânea. Mas o Facebook Messenger está mudando isso.

 

Anúncios do Facebook Messenger

 

O Facebook apresentou os anúncios do Messenger ao final de 2016 e expandiu sua oferta recentemente. Tradicionalmente, os anúncios do Facebook têm como objetivo envolver o usuário com um conteúdo do Facebook ou enviá-lo para um destino, seja um site ou aplicativo. Os anúncios do Messenger, por sua vez, encaminham o usuário ao aplicativo, onde poderá iniciar uma conversa com a marca.

 

Assim que a pessoa clica no seu anúncio e se envolve com você via Messenger, você é capaz de enviar mensagens a ela novamente e com 66% dos consumidores preferindo se relacionar com as marcas através de aplicativos de mensagem, isso proporciona um ponto de entrada vital.

 

Mas enquanto iniciar proativamente uma conversa de um-para-um com os consumidores é ótimo na teoria, na realidade não é escalável para negócios sem um grande time de vendas ou de suporte. Certo?!

 

Chatbots

 

Através do processamento de linguagem natural, os chatbots são capazes de automatizar conversas que seguem padrões previsíveis. Defina perguntas e respostas e você poderá criar conversas personalizadas com seus clientes em tempo real. Parece complexo e caro, mas muitas empresas oferecem pacotes mensais de acordo com o número de mensagens ou atendimentos realizados. Isso permite que você comece com pequenos testes controlados.

 

E o que isso tem a ver com os anúncios do Facebook Messenger? Integrando um chatbot ao seu Facebook Messenger você tem a possibilidade de escalabilidade – conduzindo centenas de mensagens diretas por dia – independente de quão limitados forem seus recursos.

 

Com isso em mente, seguem três ideias que você pode testar em sua primeira campanha de Facebook Messenger.

 

Campanhas de reconhecimento de marca

 

Começando com algo simples – distribuir o seu conteúdo. Se você já trabalha com marketing de conteúdo, é provável que você distribua conteúdo via e-mail. Isso é ótimo, mas as taxas de cliques em e-mails têm decaído há muito tempo. Então tente distribuir conteúdo via Facebook Messenger também.

 

É simples! Ao invés de optar por oferecer um e-mail em seu site, as pessoas irão optar por responder ao seu anúncio. Use um chatbot para fazer perguntas relacionadas às preferências do usuário e configure a distribuição de seu conteúdo via Messenger.

 

Uma vez que o usuário já está em seu funil de marketing, você pode distribuir conteúdos mais específicos ou iniciar conversas com ele de acordo com a forma que ele interage com você. Um usuário clica regularmente em links para o seu Messenger? Envie-lhe conteúdos exclusivos, ofertas ou converse com ele.

 

Campanhas de engajamento

 

A maior parte das jornadas do consumidor não é simples. Elas envolvem múltiplos pontos de contato e oportunidades para que os prospects deixem de se engajar, distraiam-se ou caiam fora. Então descubra por que isso está acontecendo.

 

Use os anúncios do Facebook Messenger para se engajar com pessoas que estão saindo do seu fluxo de nutrição, iniciando conversas para descobrir suas dores. É possível que eles estejam simplesmente com dificuldade para encontrar informações que os levariam adiante em seu funil, embora esse conteúdo esteja disponível para eles em seu site.

 

É aí que o processamento de linguagem natural dos chatbots mostra sua força. Você pode criar respostas automatizadas para tipos de perguntas específicas, o chatbot irá reconhecer as múltiplas variações e entregará o conteúdo mais relevante aos usuários. Essa é uma ótima forma de reativar clientes.

 

Campanhas de conversão

 

Redirecionar usuários que estão na base de seu funil é algo que você provavelmente já faz. Se não, você pode começar a fazer isso usando combinações de públicos personalizados do Facebook para identificar quem iniciou um checkout ou um processo de conversão, mas não o completou. Ao invés de rodas um anúncio de redirecionamento cansativo, tente usar o Facebook Messenger.

 

Lance uma campanha que envie esses usuários ao Facebook Messenger para que recebam um cupom de desconto. Uma vez que eles interagirem com essa mensagem, você será capaz de mandar follow ups, como recomendações de produtos relacionados, promoções sazonais ou lançamentos de produtos.

 

Não esqueça de tornar todas essas conversas pessoais. Utilize os atributos do próprio Facebook não somente para direcionar seus anúncios, mas também para, por exemplo, tratar seus clientes pelo primeiro nome assim que iniciar uma conversa com eles.

 

O futuro

 

Conversas via Messenger são apenas o começo da personalização. Desde o potencial de chatbots ativados por voz que interagem com os usuários como o Echo da Amazon ou o Google Home até avatares personalizados que interagem com os consumidores em Realidade Aumentada ou Realidade Virtual, uma coisa é certa: as pessoas esperam experiências de um-para-um. É um movimento sem volta. Se você quer encantar seus clientes, está na hora da personalização.

 

Texto traduzido, originalmente postado em Business 2 Community