fbpx

Marketing digital no Instagram – Dicas práticas para melhorar os resultados

Em 2022 o Instagram ficou em 3º lugar no ranking de redes sociais mais usadas no Brasil. Com 122 milhões de usuários ativos, o aplicativo é um dos preferidos do público jovem.

Neste conteúdo vamos mostrar como fazer marketing digital no Instagram. Aqui você encontrará um guia simples e prático para começar já!

 

Se você aderiu a rede social nos seus primeiros anos, provavelmente já viu muita foto de comida no app. O Instagram foi criado inicialmente para ser uma rede de compartilhamento de imagens de comidas e refeições. 

Por algum tempo o canal serviu como um álbum virtual. Por lá você encontrava fotos de amigos, familiares e algumas pessoas conhecidas. Porém, o Instagram mudou muito durante os anos.

O primeiro passo foi a adesão das marcas. Vendo a rede social como uma oportunidade de negócios, as empresas começaram a usar o canal.

Atualmente as marcas produzem diversos formatos de conteúdo para receber o engajamento do público. Navegando pelo feed do Instagram você pode encontrar:

  • Conteúdos informativos
  • Vídeos de entretenimento 
  • Imagens de bastidores
  • Lives
  • Anúncios (em formatos variados, inclusive de stories)
  • Publicidades realizadas por influenciadores

Esses são apenas alguns dos esforços que encontramos no canal para gerar uma conversão.

Se a sua empresa não investe em marketing digital no Instagram, nós vamos compartilhar dicas essenciais para você começar. 

Mas antes vamos saber mais sobre a evolução do marketing no canal.

 

Marketing no Instagram – como evoluiu?

 

Se voltarmos para 2010 o marketing digital se dividia entre blogs, e-mails e Facebook. Ter uma Fanpage era praticamente obrigatório para as marcas que queriam ter presença digital

 

1 – Era pós Facebook

O consumidor começou a evoluir e ficar mais maduro digitalmente. Apenas criar posts no Facebook já não eram mais suficientes para ganhar o engajamento – ou dinheiro – do público.

Foi aí que entrou o Instagram. Uma nova possibilidade de relação com os consumidores. Já que o canal era um sucesso e todo mundo adorava conferir as fotos compartilhadas, as marcas também foram para lá.

Porém, muitas empresas cometeram um erro grave: apenas replicavam os conteúdos do Facebook no Instagram

marketing-digital-instagram-pos-facebook

Isso prejudicava a experiência dos usuários e acabava com a conexão entre eles e a empresa.

 

2 – Entendendo o usuário

Nos anos seguintes as marcas começaram a entender uma peça fundamental: o comportamento dos usuários do Instagram. Eles queriam ver a vida das pessoas, dia a dia, rotina. 

E foi isso que as empresas começaram a fazer. Além de se conectarem com o propósito do canal, as marcas ficaram cada vez mais humanizadas. Se no site as pessoas se deparavam com um conteúdo mais comercial, no Instagram elas podiam ver os bastidores:

  • Como as pessoas trabalhavam
  • Como eram feitos os produtos
  • Quem estava por trás do que as pessoas consumiam

E muito mais! 

 

3 – Criação de conteúdo cada vez mais acelerada

Em 2012 a Meta (então Facebook Inc) comprou o Instagram. Desde então novas funcionalidades vêm sendo lançadas com frequência. Alguns exemplos disso são:

  • IGTV (atualmente a funcionalidade foi substituída)
  • Stories
  • Reels

Elas impulsionaram marcas e pessoas a criarem cada vez mais conteúdos. Além disso, outros dois fatores começaram a mudar a partir daqui:

  1. A plataforma começou a ser cada vez mais propensa para a produção de conteúdos em vídeo.
  2. O algoritmo passou a impactar fortemente na distribuição dos conteúdos.

 

4 – A era dos influenciadores

Mesmo que você não siga marcas no Instagram é praticamente impossível não ser impactado por conteúdos comerciais

O artista que você gosta mostrando o carro novo. A digital influencer contando sobre os resultados do novo shampoo. Uma foto “inocente” da roupa da pessoa.

Absolutamente tudo pode ser patrocinado na rede social. As pessoas se tornaram canais de mídia. Elas falam sobre seu dia a dia e coisas que consomem e às vezes sem perceber estamos sendo impactados por uma marca ou produto. 

 

5 – A era das fotos chegou ao fim?

Um dos criadores do Instagram já anunciou: o app é mais uma rede de compartilhamento de fotos. 

O Instagram lança cada vez mais atualizações que priorizam a produção de conteúdo em vídeo. Se você está pensando: “Ah, mas eu simplesmente não quero, vou continuar postando só fotos e está tudo certo.” É aí que entra o poder do algoritmo

Conteúdos em foto chegam cada vez menos para os seguidores. Em contrapartida, quanto maior a produção de vídeos, mais alcance as contas tem. 

como-fazer-e-gravar-videos-dublados-no-tik-tok

Isso quer dizer que não tem mais como gerar negócios vindos do Instagram sem postar vídeos ou fazer as temidas “dancinhas”? Também não! O bom conteúdo ainda tem espaço, e com a estratégia correta o canal pode ser um sucesso.

 

Como fazer marketing digital no Instagram?

 

A seguir você vai encontrar o passo a passo para iniciar sua estratégia de marketing digital no Instagram. 

 

1 – Objetivo

O primeiro passo para criar uma boa estratégia é tendo um objetivo claro. Para exemplificar melhor, imagine o seguinte cenário:

Você trabalha no time de marketing de uma empresa de investimentos. Vocês utilizam como canais de marketing:

  • Blog
  • Google ADS
  • Mídias tradicionais: TV, rádio, jornal

Porém identificaram alguns problemas, como por exemplo:

  • Baixa conversão dos canais digitais
  • Dificuldade de medir o impacto das mídias tradicionais
  • Baixa adesão do público mais jovem

Para solucionar os problemas acima, você definiu como objetivo:

➡️ Gerar 40% de conversão vinda de canais digitais

➡️ Aumentar em 20% a adesão de pessoas com menos de 25 anos

Com esse objetivo em mãos, é a hora de traçar a estratégia. Mas antes, existe outra etapa fundamental.

 

Pesquisa de mercado

Saber o que os principais concorrentes estão fazendo é muito importante. Realize um bechmarking para descobrir quais canais eles estão utilizando. 

Realizada essa primeira etapa, entenda como eles resolveram os problemas que você está passando e como utilizam esses canais.

Voltando para o exemplo, digamos que a pesquisa apontou o uso do Instagram como uma boa resposta.

Fazendo uma pesquisa de mercado você descobriu que os concorrentes utilizam o Instagram como canal de comunicação.

Indo mais a fundo na sua análise, você percebeu que boa parte deles utilizam o Instagram para criar conteúdos educacionais. Ou seja, com essa pesquisa você pode definir duas coisas importantes:

  • Se o Instagram pode ajudar a alcançar os objetivos
  • Qual tipo de conteúdo deve ser publicado no canal

Lembrando que, os dois exemplos servem apenas para você visualizar melhor o passo a passo. Tudo deve ser feito de acordo com as necessidades do seu negócio.

 

2 – Conheça os usuários

Agora que você já definiu objetivos e estudou o que o mercado está fazendo, é o momento de estudar o seu público. Algumas perguntas que precisam ser respondidas nesta etapa são:

  • Quem são as pessoas que interagem, ou vão interagir com a sua marca no Instagram?
  • Quem é o público que não está lá e você deseja alcançar?
  • Quais são os desejos e necessidades desse público?
  • Que tipo de conteúdo eles costumam consumir?

Seguindo o mesmo exemplo anterior.

De acordo com os objetivos traçados a estratégia da marca será:

➡️ Demonstrar autoridade para o público que vem dos outros canais, como blog. 

➡️ Construir conteúdos educativos para atrair um público mais jovem.

Para isso, esses dois públicos precisam ser estudados em profundidade. Como fazer isso? Perguntando! Monte boas pesquisas e converse com pessoas de ambos os públicos. Faça as perguntas acima diretamente para eles. 

Outra forma de fazer isso é analisando o Instagram dos concorrentes. O que essas pessoas comentam e compartilham?

Para a empresa de investimentos um bom exemplo seria:

  • Ter vídeos com depoimentos de clientes para gerar mais autoridade
  • Produzir tutoriais ensinando a investir para pagar a faculdade
  • Disponibilizar guias financeiros acessíveis para as pessoas salvarem

Conteúdos como esses educam e geram autoridade. Não esqueça de fazer tudo isso dentro do tom de voz da marca, mas sempre se adequando a persona.

 

3 – Funil de marketing e vendas

Uma das formas mais eficientes de utilizar o Instagram é tendo um funil de marketing e vendas bem estruturado. As diversas funcionalidades que existem no Instagram são fundamentais nesse processo, e saber usá-las é muito importante. Confira!

 

Topo de funil

Essa etapa é onde os usuários descobrem que tem um problema. Por isso, é fundamental ter bons conteúdos educacionais que expliquem para o consumidor como resolver isso.

No caso da empresa de investimento, a pessoa vai receber algum estímulo alertando que precisa investir o seu dinheiro. Nesse caso ela ainda não sabe quase nada sobre o assunto, e precisa descobrir como fazer.

marketing-digital-no-instagram-investbots

Esse é um ótimo exemplo de material para topo de funil, pois nele:

  • Você atingiu um usuário que ainda não conhecia a marca
  • Você fez ele refletir sobre o problema
  • Você mostrou que a empresa pode ajudar a resolver

No exemplo acima, utilizamos um anúncio, mas se você não tem como investir em mídia paga ainda, não tem problema. Outra forma muito eficiente de atingir um novo público expressivo é o reels

Invista em um vídeo bem humorado que mostre o problema de forma descontraída. Se o conteúdo viralizar muitas pessoas irão acessar o seu perfil.

 

Meio de funil

Os usuários se deram conta de que tem um problema, e agora? Mostre que você é uma autoridade no assunto. Uma boa ideia de continuidade para o exemplo anterior é uma live no próprio Instagram.

Chame um especialista no assunto para falar e tire todas as dúvidas dos consumidores. Além disso, é fundamental ter um feed completo e com excelentes conteúdos para que a pessoa possa complementar seus estudos. 

 

Fundo de funil

Dependendo do seu tipo de negócio, essa etapa pode ser mais longa ou mais curta. No exemplo que estamos trabalhando no texto poderia ser trabalhado da seguinte forma:

 Após se mostrar autoridade no assunto, você faz uma oferta irresistível. 

marketing-digital-instagram-fundo-de-funil

Esse é um ótimo conteúdo de fundo de funil. Pois ela dá uma grande vantagem e ainda gera urgência no consumidor. 

No caso de uma venda mais complexa, como um produto mais caro ou um modelo B2B, você pode usar outras ferramentas para manter o lead engajado e nutrido

📷 Leia também: Como vender no Instagram – 5 dicas para começar

Uma ótima forma de fazer isso, são os stories. Utilize-o constantemente, e deixe os seguidores por dentro de todas as novidades da sua marca.

 

4 – Anúncios

No marketing digital no Instagram os anúncios são grandes aliados. Eles permitem que você alcance um novo público, de acordo com a persona que a marca quer atrair.

Assim como os conteúdos orgânicos, os pagos podem ser em diversos formatos. Como:

  • Imagem
  • Vídeo
  • Carrossel
  • Stories

No Instagram ADS você pode criar uma ótima segmentação do público. É possível optar por:

  • Idade
  • Gênero
  • Localização Geográfica
  • Interesses gerais
  • Interesses de consumo
  • Dispositivos e sistemas de acesso
  • Momentos de vida
  • Remarketing (quem já acessou o seu site)

Com essas segmentações é possível criar estratégias diversas e atingir pessoas em diferentes etapas do funil. Confira alguns exemplos:

1 – Para atingir o objetivo de aumentar a conversão 

➡️ Anúncio para quem já acessou o site oferecendo o teste grátis.

➡️ Conteúdo em carrossel com diversas histórias de sucesso de quem já é cliente.

2 – Para atingir o objetivo de atrair mais o público jovem

➡️ Segmentação para pessoas que estão se formando no colégio (mostrando como poupar para a faculdade)

➡️ Anúncio em vídeo com o depoimento de um cliente contando como conseguiu um valor X antes dos 20 anos.

📷 Para saber mais: Clique aqui para conhecer o Instagram Business 

Os anúncios podem se adequar às necessidades da sua empresa. Para isso, basta ter um objetivo claro e um público traçado.

 

5- Relacionamento

Digamos que as suas estratégias de marketing no Instagram são um sucesso. Você realmente aumentou a conversão, atraiu o público que queria. 

Mas e depois? A marca consegue manter um relacionamento com o consumidor pelo canal? É muito frustrante realizar uma jornada inteira por um canal, e na hora de perguntar algo ser jogado para outro.

marketing-digital-instagram-banner

Por isso, é preciso estar preparado para o volume de mensagens que vão chegar. Especialmente após um anúncio. Imagine a seguinte situação:

Você criou um anúncio para divulgar um evento gratuito que a marca está promovendo. Porém, as pessoas ficaram com muitas dúvidas, e foram até a DM tirar. Agora, imagine que essa empresa tem 2 pessoas dedicadas ao Instagram, e chegaram mais de 300 perguntas em 2 dias.

Essas pessoas não vão dar conta. As pessoas vão ficar sem resposta, muito frustradas. Seu anúncio não vai ter o resultado esperado, e a marca pode até ganhar detratores.

É uma situação bem complicada, mas que tem uma solução: a automatização.

📷 Leia também: Chatbot para Instagram – é possível? 

Desde 2021 o Instagram liberou a sua API oficial para que outros sistemas possam se conectar. Com isso é possível:

  • Ter um chatbot no canal
  • Ter um plataforma de relacionamento digital

Quais são as vantagens? 

➡️ O chatbot pode tirar dúvidas das pessoas de forma imediata, sem deixar ninguém esperando.

➡️ Com a plataforma diversos atendentes ficam centralizados em um só lugar. Além disso, todos os dados das conversas podem ser facilmente analisados e extraídos.

 

E aí, o que achou do conteúdo? Não esqueça de uma coisa: alcançar as metas é maravilhoso, mas não deixe a experiência do usuário de lado para isso. As duas coisas precisam ser conciliadas, para que a relação entre marca e consumidor seja duradoura.

Precisa de ajuda para melhorar a experiência dos clientes no Instagram? Conte com a gente!

Preencha o formulário para que possamos entrar em contato com você!