fbpx

Metaverso: O que é e como impacta a experiência do consumidor?

Nos últimos dias um anúncio realizado por Mark Zuckerberg surpreendeu a todos. A empresa da qual ele é CEO e fundador, e que até então se chamava Facebook Inc, se tornou a Meta

No entanto, a mudança não é uma “simples” troca de nome. De acordo com Zuckerberg, a empresa que é uma das maiores do mundo na área de tecnologia, está dando mais um passo em direção ao futuro, através do Metaverso.

Esse é um dos assuntos mais comentados dos últimos tempos, e você provavelmente já se deparou com o termo por aí. Mas é comum que as pessoas tenham dúvidas sobre o assunto.

Por isso, neste texto você irá aprender:

  • O que ele é? 
  • Como funcionará?
  • Qual o impacto para a experiência dos clientes?
  • Como isso afetará o mercado de atendimento?

Boa leitura 🙂 

 

metaverso

Você provavelmente já se pegou pensando em como as coisas serão no futuro. 

Da retratação mais óbvia das obras de ficção científica aos estudos dedicados ao futurismo, muito se fala sobre os próximos passos da tecnologia

No entanto, o assunto que gera grande curiosidade e expectativas para alguns, é encarado com receio por outros. Mas não dá para fugir: estar preparado para as próximas grandes inovações é fundamental, especialmente para as empresas. 

No mercado de atendimento ao cliente não é diferente. O avanço da tecnologia vem transformando a relação entre marcas e consumidores com o passar dos anos. Empresas que querem seguir oferecendo boas experiências para os seus clientes, precisam estar sempre atentas às novidades.

É exatamente por isso que é tão importante saber o que é Metaverso e qual o impacto dele para o setor

Mas, antes de partirmos para as principais explicações sobre a novidade, vamos compreender a trajetória do Facebook. Confira a seguir a importância que a gigante da tecnologia tem na vida das pessoas.

 

A história do Facebook

 

O Facebook foi lançado oficialmente em 4 de fevereiro de 2004, por Mark Zuckerberg, Dustin Moskowitz e Chris Hughes ainda com o seu primeiro nome “The Facebook”. Inicialmente o objetivo era conectar exclusivamente os alunos da universidade em que estudavam naquela época.

Aos poucos, a rede social foi se tornando conhecida no meio universitário, o que levou a expansão para outras instituições. O sucesso foi tanto que em 2008 o Facebook já tinha se tornado a rede social com maior quantidade de usuários do planeta com mais de 100 milhões de pessoas conectadas, ultrapassando até mesmo o MySpace.

metaverso facebook

A compra do Instagram em 2012 por US$1 bilhão, e em 2014 a compra do WhatsApp por US$19 bilhões, mostrou ainda mais o poder do Facebook no universo digital.  

Diante disso, a empresa segue sendo pioneira em novidades digitais. Zuckerberg e sua equipe foram capazes de transformar a forma como as pessoas interagem e compartilham informações. 

E isso refletiu também na maneira como as marcas se relacionam com os consumidores. Tanto o Facebook, quanto o WhatsApp têm um papel fundamental na comunicação empresarial. 

As pessoas esperam que as empresas tenham uma operação de atendimento através destes canais. Desta forma, elas acabam tendo experiências mais positivas. 

Mas as inovações e transformações na sociedade não param por aí. O último, e mais impactante de todos os anúncios realizados por Zuckerberg, deixa isso bem claro: o Metaverso será uma realidade.

Mas afinal de contas, você sabe o que é essa novidade e qual o impacto dela na vida das pessoas? Continue a leitura deste texto para descobrir.

 

O que é metaverso?

 

Metaverso é um conceito que diz respeito a um universo que promove a combinação do mundo real com o mundo virtual. Um dos principais objetivos é utilizar ferramentas de realidade aumentada e IA para quebrar qualquer barreira entre os dois universos.

O conceito pode parecer um pouco confuso em um primeiro momento, e principalmente, muito distante da nossa realidade. No entanto, se fizermos um paralelo com alguns jogos eletrônicos fica bem mais fácil de compreender.

Imagine uma espécie de The Sims, onde as pessoas ao invés de um jogo, teriam coisas reais sendo controladas dentro de uma interface digital

Por mais que tudo isso pareça muito novo e ousado, o conceito em si já tem alguns anos. O termo foi cunhado pela primeira vez na década de 1990, na obra do escritor Neal Stephenson, conhecida como Nevasca.

Agora em termos de tecnologia ainda há uma grande jornada a ser percorrida até que o Metaverso se torne uma realidade. Para que as ideias inovadoras sejam postas em prática, é necessário uma estrutura de rede bem mais robusta da que temos disponível hoje. 

 

Como o Metaverso vai funcionar?

 

Por mais que a novidade tenha sido anunciada pelo até então Facebook INC, muitas empresas já se mostraram interessadas na tecnologia.

De acordo com Zuckerberg, o projeto funcionará como uma espécie de “internet materializada”, permitindo que as pessoas realizem tarefas habituais de forma virtual. 

Embora a ideia de participar de um show virtual não seja mais tão estranha em um mundo “pós-pandemia”, a forma como isso poderá acontecer é uma grande novidade. 

Em 2020 as pessoas tiveram que usar a criatividade para seguir suas vidas após o início da pandemia. E por isso, realizar tarefas através de chamada de vídeo se tornou algo comum na vida das pessoas.

Mas você já imaginou assistir a um show ou palestra sem sair de casa, mas de uma forma realmente imersiva? Esse é um dos objetivos do Metaverso. Para que isso seja possível, no futuro você precisará apenas de um dispositivo de realidade aumentada e conexão com a internet.

 

Qual o impacto do Metaverso para os negócios?

 

Como vimos acima, o mercado do entretenimento certamente terá um grande impacto. Porém não será o único. Na verdade, tudo que já existe de forma virtual atualmente, ganhará um espaço na nova realidade tecnológica.

Reuniões de trabalho, lojas, serviços de streaming entre tantas outras coisas.

Algumas empresas já fizeram até mesmo declarações mais ousadas, como o Tinder, por exemplo. O aplicativo de namoro já contou que planeja viabilizar encontros entre os usuários (ou seus avatares) no metaverso.

 

Impacto na experiência do consumidor

 

O metaverso não terá um simples impacto na experiência dos consumidores, ele será transformador. Imagina que tudo que você conhece hoje poderá mudar.

Por exemplo, uma simples compra online. As lojas virtuais se esforçam para trazer uma experiência cada vez mais completa para seus clientes: vídeos dos produtos, tabela de medidas, provador virtual, dicas para utilização e muito mais.

Mas imagina que no futuro você poderá de fato “entrar na loja”, escolher sua roupa, provar de forma virtual. Tudo isso sem sair de casa. 

Essa é a principal expectativa para a nova realidade. Experiências extremamente reais, realizadas no universo virtual.

E claro, isso acaba tendo um enorme impacto no mercado de relacionamento digital também. Tudo que se fala atualmente sobre humanização e personalização será mais simples e eficiente dentro de uma realidade virtual.

 

Metaverso e o atendimento ao cliente

Ainda é muito cedo para afirmar qualquer grande passo do mercado em direção à esta mudança. No entanto, é inevitável 

Se uma pessoa poderá virtualmente:

  • Fazer compras em uma loja;
  • Ter um bate papo com o seu gerente do banco;
  • Fazer supermercado;
  • Visitar um restaurante antes de decidir seu pedido;
  • Participar de um congresso.

Será natural que elas também esperem que o atendimento, relacionamento e suporte destes locais ocorram da mesma forma. 

Vamos usar um banco como exemplo. Imagina que você está tendo uma experiência completamente imersiva. Você resolve tudo que precisa de forma digital, e ainda consegue visitar a agência virtualmente e conversar com o seu gerente. 

Porém, quando algo não sai como o planejado, você precisa recorrer aos canais tradicionais como e-mail ou telefone para resolver. Nada fluido e intuitivo, certo?

Ao invés disso, você poderia encontrar uma equipe de atendimento virtualmente, preparada para te ajudar de forma imediata, personalizada e humanizada

Se você está se perguntando: e os chatbots, como ficam nessa história? Ainda é cedo para afirmar, mas certamente a inteligência artificial terá um papel fundamental em tudo que está por vir. 

 

A conclusão que temos é de que tudo ainda é muito novo. No entanto, é preciso estar extremamente atento a este novo mundo. Sabemos do impacto que ele pode gerar nas marcas, nos consumidores e na sociedade como um todo. 

Por isso é preciso estar preparado, e para isso nossa dica é compreender:

  • Como a sua empresa pode se encaixar nesta nova realidade? 
  • O que os seus consumidores pensam sobre o assunto?
  • Qual o impacto disso tudo no seu negócio?

Ter isso mapeado vai te ajudar a ficar cada vez mais próximo do Metaverso e todas as possibilidades que ele oferece.

 

Preencha o formulário para que possamos entrar em contato com você!