Crescimento no mercado de chatbots durante a pandemia

21/09/2020
Crescimento no mercado de chatbots durante a pandemia
Na última semana, a Mobile Time lançou o Mapa do Ecossistema Brasileiro de Bots 2020. O panorama, que tem como objetivo analisar o mercado de chatbots brasileiro, trouxe muitas respostas para um cenário até então incerto, e não deixou espaço para dúvidas: se a sua empresa ainda não investe em atendimento automatizado, esta é a hora de começar!

 

As crises que ocorreram em 2020 refletiram com força no mercado, gerando transformações significativas em vários aspectos do atendimento das empresas. Tudo isso impulsionado principalmente pelas mudanças de comportamento dos consumidores e suas novas expectativas em relação às marcas.

Para atender à enorme demanda de clientes que migraram para o ambiente digital, foi preciso contar com a ajuda da tecnologia para entregar uma boa experiência a estes consumidores.

 

 Mercado de chatbots em números

Um dos principais reflexos foi o crescimento no número de bots produzidos. Enquanto em 2019, 60 mil novos chatbots entraram no mercado, em 2020 o número teve um salto para 101 mil. Isso impactou consideravelmente a quantidade de mensagens trocadas mensalmente. Entre 2018 e 2019, o aumento foi de apenas 200 milhões; já do ano passado para cá, o crescimento mais que dobrou, de 1 bilhão para 2,2 bilhões.

Esse alto crescimento aconteceu, dentre alguns fatores, por conta da pandemia do Covid-19, que gerou uma mudança na forma de interação entre os clientes e as empresas. Com isso, as marcas tiveram que se adaptar a um novo formato de atendimento e desenvolver ações rápidas que suportassem esse crescimento no volume de atendimentos. 76% da empresas entrevistadas afirmaram que o cenário atual impulsionou a demanda por criação de bots, que foi uma das principais ações tomadas pelas empresas.

 

 

mercado de chatbots

De acordo com o Panorama, em média, cada bot conversa com 8 mil pessoas por mês, somando mais de 92 mil mensagens trocadas. Segundo o estudo CX Trends, 55% dos consumidores têm interesse ou já utilizaram chatbots para algum tipo de transação. Esse resultado mostra que os chatbots assumiram um papel muito importante durante o processo de atendimento e que isso deve ser levado em conta pelas empresas no desenvolvimento de estratégias para as interações com os consumidores.

 

O papel do WhatsApp no mercado de chatbots 

O WhatsApp é um canal de comunicação que vem tendo um importante destaque durante o período da quarentena. O canal é apontado como o mais popular no Brasil, pois 99% da população do país possui o app instalado.

Por conta disso, e do tom pessoal que o aplicativo confere às comunicações, muitas empresas encontraram nele um saída para seguir se relacionando com os consumidores.

Segundo o Panorama, o WhatsApp, foi o canal que mais impulsionou a criação de bots, sendo que 41% das empresas entrevistadas afirmam que ele é o canal mais utilizado para atendimento automatizado. Rapidamente, o app tomou a liderança, ultrapassando canais como Facebook Messenger e sites na web na utilização de bots para atendimento.

Além disso, o número de desenvolvedores que afirmam já ter criado um chatbot para o canal aumentou para 88%, consolidando o crescimento expressivo do WhatsApp. A tendência, mesmo após a pandemia, é que o mercado de chatbots continue crescendo. Além de facilitar o serviço de atendimento, eles também ajudam a sustentar um crescimento rápido no número de solicitações.

Se a sua empresa ainda não presta um atendimento de qualidade através do WhatsApp, este é o momento para buscar a solução ideal. Aqui na Ubots, nós ajudamos grandes empresas a entregar experiências incríveis através do canal para os seus clientes. Conheça a solução.

Estar atento às mudanças que ocorrem no mercado é fundamental para oferecer um atendimento que vá ao encontro das expectativas dos clientes. Empresas que fizeram isso este ano alcançaram ótimos resultados mesmo em meio à crise.

 

Tem alguma dúvida sobre o mercado de chatbots? Nosso time de especialistas está pronto para te ajudar! Basta entrar em contato.

Cadastre-se e receba nossas notícias e atualizações.